A era dos biológicos | Agrocampo | Notícias do campo, agricultura, agronegócio, tecnologias, cadeias produtivas, produção agrícola e o fortalecimento do setor no mercado

A era dos biológicos

A era dos biológicos

A agricultura vem passando, ao logo de toda a sua história, por diversos períodos de adoção de novas tecnologias sustentáveis que venham a trazer algum benefício para o sistema produtivo. Uma das mudanças mais significativas foi a adesão do sistema de plantio direto na palha, tal tecnologia segue em constante evolução desde o seu uso e seus benefícios, que podem ser sentidos e medidos até hoje em diversas culturas de ciclo anual. A partir do sucesso de algumas tecnologias, novos estudos vão sendo conduzidos pela comunidade científica e outras oportunidades vão surgindo na mesma linha evolutiva da sustentabilidade nos levando a um novo período, o que resolvi chamar de “a era dos biológicos”.

Sabemos que a população mundial é crescente e demandará cada vez mais por alimentos, desta forma seremos obrigados a acompanhar este crescimento e lançar mão de recursos e tecnologias que venham a aumentar a produtividade minimizando os prejuízos ao meio ambiente onde estamos inseridos. Na agricultura orgânica identificamos diversas ferramentas viáveis para este tipo de manejo em áreas produtivas, porem seria humanamente impossível de serem adotas como únicas ferramentas para a produção de alimentos em larga escala.

Desta forma eu percebo que devemos associar às já utilizadas ferramentas químicas de proteção e aumento da produtividade existente, outras tecnologias ambientalmente mais corretas que são os produtos biológicos. Quando falo em biológicos, creio que a tecnologia mais lembrada e que permaneceu, por muitos anos, como a única tecnologia biológica utilizada tanto na agricultura orgânica como na agricultura de larga escala, foi a dos inoculantes à base de bactérias fixadoras de nitrogênio, e que ainda segue sendo aplicada na cultura da soja de forma massiva nos dias atuais.

Leia também: A Importância Do Vigor Nas Sementes De Soja

No entanto, problemas com o aparecimento de resistência de pragas e doenças ao uso de moléculas químicas de defensivos e também a contaminação do meio ambiente com o uso de fertilizantes desta mesma natureza estão fazendo com que se revisem alguns paradigmas na agricultura e os produtos biológicos aparecem como uma tecnologia altamente viável, mesmo para grandes lavouras, na chamada agricultura de larga escala, em lavouras de grande porte. Novos produtos, como inoculantes para gramíneas, promotores de crescimento, defensivos biológicos à base de fungos, bactérias, vírus e até mesmo nematoides estão sendo introduzidos no mercado para auxiliar no controle de um grande número destas moléstias.

Obviamente que não estou cogitando a substituição total destas importantes ferramentas agroquímicas pelos produtos biológicos, mas estes sim são uma opção cada vez mais moderna, de alta tecnologia e desempenho, colaborando para uma agricultura mais técnica, mas produtiva e mais amigável com o ambiente aonde produzimos nossos alimentos. Sem deixar de lembrar que este tema deve ser amplamente debatido, o uso de biológicos na agricultura, pois desta forma teremos embasamento técnico e científico para o seu uso racional.

Portanto, em meio a tantas opções de manejo de pragas e doenças, o uso de biológicos e os defensivos químicos deverão fazer parte de um conjunto de estratégias de controle para que as duas tecnologias tragam mais eficiência no combate aos danos causados nas áreas de produção agrícola, permitindo que o produtor rural diminua as perdas que insetos, fungos, nematoides e bactérias lhes causam, possibilitando, assim, uma maior economia e aumento considerável da rentabilidade em suas plantações.

Maurício De Bortoli – Engenheiro Agrônomo

← Revista FENATRIGO é lançada no primeiro dia de feira Prevenção e controle de ferrugem no Trigo →

Veja quem comentou

  1. Qual a produção de soja no Brasil, quais os estados que produzem, quem produz, quanto o Brasil consome, quais os países que importam e em que quantidade?
    Quais os defensivos agrícolas que são utilizados no plantio da soja brasileira e quem os produz no Brasil?
    As respostas das minhas perguntas servirão para minhas aulas no Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária de uma IES privada.
    Antecipadamente agradece,
    José Rembrandt Fontes de Aquino
    Professor de Legislação, dano, auditoria e Perícia Ambiental.


Deixe seu comentário aqui