Às vésperas do USDA, mercado da soja caminha de lado na Bolsa de Chicago nesta 3ª feira – Via Notícias Agrícolas

Às vésperas do USDA, mercado da soja caminha de lado na Bolsa de Chicago nesta 3ª feira – Via Notícias Agrícolas

cotações da sojaPor Carla Mendes. Como tradicionalmente acontece às vésperas de novos boletins do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), o mercado internacional de grãos passa a atuar com estabilidade e na defensiva à espera dos novos números. Dessa forma, os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago, os quais ontem terminaram o dia com leves perdas, hoje buscam uma rápida recuperação e tem pequenos ganhos entre os principais contratos. Na sessão desta terça-feira (11), por volta das 7h30 (horário de Brasília), a commodity subia de 2,75 a 3 pontos.

O departamento norte-americano traz, somente nesta terça, dois reportes. O primeiro deles é o de embarques semanais – o qual poderia ser mais um indicador da intensa demanda pela soja dos EUA neste momento – e o segundo é o semanal de acompanhamento de safras, este com a atualização das condições das lavouras e, principalmente, com o índice de área colhida no país. Os boletins deveriam ter sido divulgados ontem, mas em função do feriado de Columbus Day, foram adiados para hoje.

Mas as atenções maiores do mercado são, da fato, em cima do relatório mensal de oferta e demanda desta quarta-feira, 12 de outubro. Segundo analistas internacionais, esse é um ponto forte no calendário das commodities agrícolas e, diante de uma safra como a 2016/17 que vem registrando números recordes desde o início, o foco sobre o reporte é grande. Mais tarde, as expectativas detalhadas sobre o boletim serão divulgadas no Notícias Agrícolas, mas o esperado principal é de que a produção do país seja revista para cima e possa superar as 114 milhões de toneladas.

De outro lado, traders ansiosos ainda pelos dados da demanda, pela ação da China no mercado agora de volta do feriado da última semana e atenção ao desenvolvimento dos trabalhos de campo na América do Sul. NO Brasil, o plantio já passa pouco mais de 11% da área estimada e, apesar de se desenvolver de forma ainda irregular, não apresenta atrasos em relação ao ano passado, segundo explicam especialistas.

Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

← Soja: Com Chicago ainda em baixa, preços no porto de Rio Grande cedem mais de 1% nesta 5ª feira - Via Notícias Agrícolas Soja tem sessão de estabilidade e leve baixa nesta manhã de 2ª feira na Bolsa de Chicago - Via Notícias Agrícolas →

Deixe seu comentário aqui