Boas práticas ambientais na agricultura

Boas práticas ambientais na agricultura

boas práticas na terraSão as atitudes e formas de gestão que compõem um código para orientação e redução dos efeitos negativos das atividades humanas sobre o ambiente. Orientam modificações nas ações de pessoas ou de organizações através de procedimentos corretos na busca de resultados compatíveis com a capacidade ambiental de absorvê-los. Utilizar boas práticas ambientais tanto na vida cotidiana como na vida profissional é uma maneira de contribuir com a conservação da vida e da natureza.

Adotar um código de boas práticas significa empreender ações com base em valores e princípios norteadores de estratégias e ações operacionais. Por valores, entendemos significados importantes do conhecimento que promovem ações de destaque nas atitudes do homem ou da empresa. Por princípios, entendemos as regras que dão origem e direcionam as ações efetivas.

A propriedade agrícola que adota um código de boas práticas segue um compromisso sério com a preservação ambiental nas ações de curto, médio e longo prazo. Tem como o maior valor a preservação e o respeito a todas as formas de vida. Como princípios, protege o ambiente contra: os efeitos antrópicos negativos, o uso indiscriminado de tecnologia, o gasto excessivo de energia, a geração de resíduos, a poluição e o comprometimento do futuro.

Um modelo de gestão baseado em boas práticas ambientais na agricultura tem em suas atividades algumas diretrizes como:

– aumentar a capacidade de infiltração de água no solo
– aumentar a capacidade de captação de águas pluviais
– estruturar e aperfeiçoar a condução e dissipação do escorrimento superficial
– estabelecer condições para a permanente cobertura morta ou verde do solo
– proteger as funções ecossistêmicas das áreas de recarga de aquíferos
– recuperar, restaurar e habilitar as áreas ciliares e a reserva legal
– promover a proteção, o conhecimento e a convivência com os animais silvestres
– estabelecer formas de conectividade entre ecossistemas
– combater a poluição biológica e a extinção de espécies
– combater todas as outras formas de poluição
– praticar a reciclagem no manejo de resíduos sólidos
– promover a prevenção, segurança e a saúde no trabalho
– promover o bem estar animal
– buscar a soberania e a segurança alimentar
– caminhar em direção dos princípios da produção agroecológica
– servir de modelo e de ferramenta de aprendizagem para a comunidade

Afonso Peche Filho

Pesquisador científico do Instituto Agronômico de Campinas – IAC

← Soja: Mercado recua nesta 5ª feira com movimento técnico e após altas consecutivas - via Notícias Agrícolas Soja: Em Chicago, mercado opera em alta pelo 3º dia consecutivo e exibe leves ganhos nesta 4ª feira - Via Notícias Agrícolas →

Deixe seu comentário aqui