7 dicas para boas práticas com defensivos

7 dicas para boas práticas com defensivos

As soluções tecnológicas desenvolvidas para a agricultura também têm se mostrado grandes aliadas do produtor na execução das BPA. Segundo dados da Confederação Brasileira de Agricultura de Precisão, a tecnologia já é utilizada em 67% das propriedades rurais do Brasil, seja para auxiliar na gestão da fazenda, seja para ajudar na hora da plantação e colheita.

Por meio das informações fornecidas por estações meteorológicas, aplicativos que identificam pragas/plantas daninhas/doenças e drones que identificam matocompetição, o agricultor deixa de aplicar um produto desnecessário na lavoura.

Por meio dessas ferramentas e da acuracidade das informações oferecidas por elas, o agricultor consegue optar pelo produto certo, com aplicação da dose correta e na época certa. No caso dos defensivos agrícolas, as tecnologias ajudam até mesmo a evitar a criação de resistência de pragas e doenças.

Leia também: 

Além de contar com a tecnologia, alguns fatores também são essenciais para garantir uma execução eficiente das Boas Práticas Agrícolas, como o manejo e conservação do solo para evitar erosões, a preservação dos recursos hídricos, o uso de produtos fitossanitários registrados para a culturas, o uso das doses recomendadas no rótulo do produto e a utilização de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual).

Veja as 7 dicas para boas práticas com defensivos:

– Não compre produtos com embalagens rompidas

– Lembre-se de verificar se o lacre e o rótulo do produto estão em bom estado

– Verifique o prazo de validade do produto

– Não compre produtos contrabandeados ou falsificados

– Respeite o intervalo entre aplicações recomendado pelo fabricante, bem como a dose recomendada pelo técnico

– Utilize o EPI para a aplicação do defensivo

– Lave bem as embalagens de defensivos vazias (realizando a tríplice lavagem) e as destine à unidade de recebimento licenciada mais próxima ao seu endereço

– Consulte sempre um Engenheiro Agrônomo

Rafael Milleo é coordenador de Desenvolvimento de Mercado na Adama Brasil

 

Cadastre-se para receber notícias GRATUITAMENTE por e-mail AQUI
O que você gostaria de ler? Para pedir uma matéria CLIQUE AQUI e envie uma mensagem para a nossa redação!
Quer anunciar e juntar-se a força do agro? CLIQUE AQUI!

← Empoderamento da Mulher Rural Como evitar que sua lavoura enferruje →

Deixe seu comentário aqui