Chuvas continuam chegando ao Meio-Oeste dos EUA e comprometendo áreas de soja e milho

Chuvas continuam chegando ao Meio-Oeste dos EUA e comprometendo áreas de soja e milho

Chuvas continuam chegando ao Meio-Oeste dos EUA As chuvas continuam chegando ao Meio-Oeste dos Estados Unidos nestes últimos dias e a previsão, segundo informações da Somar Meteorologia, é de que, pelo menos até o final desta semana, o quadro não mostre mudanças muito significativas. E assim, centenas de hectares no Corn Belt seguem sofrendo com a umidade excessiva e muitos campos em estados como Kansas, Arkansas, Missouri, Illinois e Indiana estão literalmente debaixo d’água.

Apesar disso, ainda não há um consenso sobre quanto dessa área de plantio de soja e milho será perdida nos EUA por conta dessas adversidades climáticas. “Centenas de acres de terras agrícolas no Meio-Oeste ‘presas’ na lama”, relata o agrometeorologista do site internacional DTN, Bryce Anderson.

As chuvas, que ganharam uma ajuda extra da tempestade tropical conhecida como Bill, causou estragos severos às todas as culturas nas áreas localizadas, principalmente, no sul e leste do Meio-Oeste americano. Somente em junho, grandes porções dos estados de Missouri, Illinois, Ohio e Indiana foram atingidos por acumulados que passaram de 254 mm.

[ubm_premium_banner_rotation banners=4,5 interval=8 width=250 height=250 orderby=rand]

“É fato que essas chuvas acima da média que vem ocorrendo e que estão sendo previstas para todo esse mês de julho irão impactar negativamente nos potenciais produtivos das lavouras, gerando reduções na produção final de grãos dos Estados Unidos. Desse modo, a única coisa que pode ser mencionada é que a estimativa inicial de produção de grãos, feita no começo da safra, não deverá se concretizar”, informa a Somar em seu alerta agroclimático diário desta quarta-feira (1).

Em seu boletim semanal de acompanhamento de safras divulgado na segunda-feira (29), o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) reduziu seu índice de lavouras de soja e milho em boas/excelentes condições, ao mesmo tempo em que aumentou o que aponta as plantações em situação ruim ou muito ruim.

De acordo com o reporte, o índice das lavouras de milho em boas ou excelentes condições caiu, em uma semana, de 71% para 68%. No ano passado, esse número era de 75%. As plantações em situação passaram de 23% para 24% e as em condições ruins ou muito ruins subiram de 6 para 8%, contra 5% de 2014. No caso da soja, apenas 63% das lavouras estão em boas ou excelentes condições, número menor do que os 65% da semana anterior e do que os 72% de 2014 nessa mesma época. Já em situação ruim ou muito ruim, o índice passou de 8% para 9% e ficou abaixo dos 5% do ano passado. Em situação regular se encontram 28% das lavouras de soja, contra 27% da semana passada e 23% do ano passado.

Novos números chegam na próxima segunda-feira, 6 de julho.

Com informações do site internacional DTN.

Fonte: Notícias Agrícolas

← Soja: Mercado busca direção e acompanha o clima nos EUA na manhã desta 5ª na CBOT Soja tem manhã de estabilidade nesta 4ª feira em Chicago após forte avanço na sessão anterior →

Deixe seu comentário aqui