Clima afeta a cultura do trigo e o plantio do milho no RS | Agrocampo | Notícias do campo, agricultura, agronegócio, tecnologias, cadeias produtivas, produção agrícola e o fortalecimento do setor no mercado

Clima afeta a cultura do trigo e o plantio do milho no RS

Clima afeta a cultura do trigo e o plantio do milho no RS
trigoDe acordo com o Informativo Conjuntural divulgado pela Emater/RS-Ascar nesta quinta-feira (24/09), os primeiros levantamentos em relação às perdas nas lavouras de trigo do Rio Grande do Sul, ocasionadas pelas geadas registradas na semana passada e as fortes chuvas no momento da implantação da cultura, apontam para uma diminuição de até 10% da produção total prevista.
As plantações de trigo que estavam em estágio de floração e as localizadas em terrenos mais baixos (depressões) foram as mais prejudicadas. Porém, o que mais preocupa no momento é a perspectiva de uma primavera chuvosa, coincidindo com as fases de formação de grão e de maturação, o que poderá ter um impacto maior do que o causado pelas recentes geadas. A evolução das lavouras que se encontram predominantemente nessas fases é que mostrará a efetiva diminuição da produtividade/produção esperadas inicialmente, salientam os técnicos da Emater/RS-Ascar.
Em relação ao milho, o período foi de pouco avanço no plantio, alcançando nesta semana 44% do total previsto para a safra atual, contra os 36% registrados no período anterior. Aos poucos, técnicos e produtores começam a avaliar com mais precisão os danos ocasionados pelas geadas. Levantamentos preliminares apontam perdas na ordem de 5% a 10% da área já semeada.
As lavouras de milho já implantadas que não sofreram ou foram pouco atingidas pelos problemas causados pelas geadas têm apresentado bom crescimento. Assim como as recém-implantadas, que com as chuvas e temperaturas elevadas para o período, por enquanto têm boa germinação. Mesmo com a confirmação de casos pontuais de perda total, a Emater/RS-Ascar considera que as geadas tiveram impacto reduzido sobre a cultura, destacando que mais da metade (56%) da área prevista ainda deverá ser plantada, e que expressiva parte da que foi afetada pode apresentar boa recuperação caso o clima colabore.

← Soja: Mercado devolve altas da sessão anterior e começa a semana com leve queda na CBOT - Via Notícias Agrícolas O tradicional sabor da parrilla →

Deixe seu comentário aqui