Embrapa discute estratégias para inovação na agricultura familiar

Embrapa discute estratégias para inovação na agricultura familiar

Discutir estratégias para o futuro da agricultura familiar que promovam a inovação no setor. Esse foi o objetivo do workshop que a Embrapa realizou nesta semana, na sede do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), em Brasília.

Com a participação de representantes de instituições parceiras e órgãos governamentais que atuam com pesquisa, extensão rural e políticas públicas voltadas a esse segmento, o encontro dará origem a um documento com diretrizes direcionadas a todas as regiões brasileiras, com publicação prevista para dezembro.

Os debates tiveram enfoque na promoção mais efetiva da inovação na agricultura familiar, visando à produção sustentável de alimentos, fibras e energia por meio de soluções tecnológicas que agreguem valor aos produtos e ampliem sua inserção no mercado, elevando a renda e a qualidade de vida dos agricultores.

De acordo com a pesquisadora da Embrapa Daniela Bittencourt, os projetos liderados pela empresa voltados exclusivamente para agricultura familiar estão ligados a 39 portfólios ou arranjos de pesquisa, em temáticas como sistemas de produção de base ecológica, inovação social, sanidade vegetal e alimentos, nutrição e saúde. São 45 Unidades da Embrapa e mais de 140 instituições parceiras executando esses projetos.

A empresa também estruturou em 2016, no âmbito do sistema Agropensa, o Observatório da Agricultura Familiar, cuja rede interna envolve 1255 pesquisadores, técnicos e analistas.

“É um trabalho amplo e estruturado, mas é preciso avançar, pensar em possibilidades inovadoras que promovam a evolução da organização produtiva e social da agricultura familiar e tornem possível a sucessão familiar e a qualidade de vida no campo, sem perder de vista suas quatro funções básicas: segurança alimentar, cuidado com o meio ambiente, função social e cultural e viabilidade econômica”, refletiu a pesquisadora.

O chefe do Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa, Kepler Euclides Filho, ressaltou a importância da discussão de temas como políticas públicas, pesquisa, extensão rural e agregação de valor no âmbito da agricultura familiar.

“Não existe inovação sem que esses elementos estejam muito bem posicionados. Especialmente nesse momento de crise, precisamos refletir e promover oportunidades criativas para gerar transformação usando o conhecimento e a tecnologia.”

O workshop contou com a participação de representantes de IICA, Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário da Casa Civil, Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Secretaria de Agricultura do DF, Ministério do Meio Ambiente, Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Comissão Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (CNAPO), Sebrae, FAO, CIRAD, UFPA, UFRRS e UnB.

Fernando Gregio (MTb 42.280/SP)

Cadastre-se para receber notícias GRATUITAMENTE por e-mail AQUI
O que você gostaria de ler? Para pedir uma matéria CLIQUE AQUI e envie uma mensagem para a nossa redação!
Quer anunciar e juntar-se a força do agro? CLIQUE AQUI!

← Manejo de solo: 10 dicas sobre calagem 8 dicas e estratégias contra a ferrugem →

Deixe seu comentário aqui