Importância da nutrição vegetal na qualidade fisiológica de sementes

Importância da nutrição vegetal na qualidade fisiológica de sementes

nutrientesA utilização de sementes com alto potencial fisiológico é aspecto determinante a ser considerado para o aumento da produtividade dos cultivos. A qualidade das sementes é influenciada por diversos fatores e, dentre eles, o estado nutricional adequado se torna primordial. Nos dias atuais, a recomendação de fertilizantes para a produção de sementes normalmente é feita de forma semelhante àquela utilizada para a produção de grãos, no entanto, a adoção de tecnologias diferenciadas no manejo nutricional das culturas é uma ferramenta essencial para aumentar a produtividade e principalmente a qualidade das sementes produzidas.

A determinação da qualidade fisiológica de sementes ocorre durante o período de enchimento de grãos (Egli et al., 2005) e a ocorrência de estresses (térmicos e hídricos), nesse período, influenciam diretamente fatores como vigor, peso de mil sementes e classificação de peneira, justificando uma suplementação nutricional corretiva específica em momentos que antecedem a diferenciação e desenvolvimento das sementes, bem como após sua formação, visando um elevado acúmulo de reservas, importantes no período inicial de desenvolvimento, visualmente notada pela velocidade de arranque.

Trabalhos realizados pela Produquímica permitiram a criação do Programa Nutricional Mais Vigor, onde produtores preocupados com a qualidade fisiológica de suas sementes, sendo amplamente utilizado em campos de produção de diferentes regiões, visam principalmente o suprimento adequado da planta-mãe para consequentemente atingir elevadas produtividades e qualidade das sementes produzidas.

Importância Da Aplicação De Potássio No Final Do Ciclo Da Soja

Em leguminosas como a soja, o uso de aminoácidos de cadeia curta no período reprodutivo apresenta o benefício da redução de estresses, permitindo a manutenção da área foliar e atividade metabólica. Por sua vez, o uso de potássio no fim do ciclo está diretamente relacionado com o tamanho das sementes produzidas e por sua vez, na qualidade fisiológica das sementes (Carvalho e Nakagawa, 2012). Outro nutriente de extrema importância é o fósforo. Sua deficiência diminui o potencial de rendimento pela menor produção de flores e de vagens, maior taxa de aborto destas estruturas e pela produção de sementes com menor massa (Oliveira Júnior et al., 2011). Nesse contexto, cabe salientar que além do nutriente, a dose fornecida e as condições ambientais podem afetar o potencial fisiológico da semente. Por fim, o constante suprimento de nitrogênio pela fixação biológica é fundamental, assim o Programa Nutricional Mais Vigor trabalha com estimulantes a fixação biológica, permitindo a manutenção do suprimento de nitrogênio até o fim do ciclo da cultura.

Fica claro que a produção de sementes pode ser melhorada com alguns cuidados especiais, como a utilização de uma nutrição equilibrada e segura, ajudando o produtor a obter melhores resultados.

Eng. Agr. M.Sc. Mauricio Sanches
Eng. Agr. Daniel Pane
Consultores de Desenv. Técnico – Produquímica

Eng. Agr. M.Sc. Gabriel Schaich
Gerente Técnico e de Desenv. Região Sul – Produquímica

← Biotrigo recebe cerealistas para treinamento sobre qualidade em trigos e farinhas Rentabilidade ao produtor →

Deixe seu comentário aqui