Medidas para reduzir perdas | Agrocampo | Notícias do campo, agricultura, agronegócio, tecnologias, cadeias produtivas, produção agrícola e o fortalecimento do setor no mercado

Medidas para reduzir perdas

Medidas para reduzir perdas
Agricultor do Sul que foi prejudicado pela chuva deve comunicar agência bancária com urgência.

perdas_agriculturaO secretário da Agricultura, Ernani Polo, reuniu-se ontem com representantes de instituições financeiras para discutir medidas que possam amenizar os prejuízos dos produtores da Metade Sul. A orientação é que os agricultores que têm financiamento procurem o quanto antes as agências bancárias em seus municípios para encaminhar os comunicados de perda. Pelo menos nove municípios que decretaram situação de emergência registram lavouras com prejuízos decorrentes das chuvas das últimas semanas: Arroio Grande, Canguçu, Cerrito, Chuí, Herval, Pedras Altas, Pedro Osório, Pinheiro Machado e Santa Vitória do Palmar. Participaram representantes do Banco do Brasil, Banrisul, Sicredi e Caixa Econômica Federal.

Entre as medidas previstas está a prorrogação de financiamentos de custeio por até cinco anos, estabelecida no Manual de Crédito Rural. Os financiamentos de investimento também poderão ser negociados. O Banco do Brasil informou, por meio de sua as-sessoria, que grande parte das operações têm mitigadores de risco e que a maioria dos agricultores têm como acionar o Proagro ou seguro agrícola. Entretanto, o produtor não deve esperar a parcela vencer para procurar a agência. O Banrisul informou que ainda está avaliando as medidas e definindo prazos. Durante a reunião, a Emater apresentou levantamento que está sendo atuaiizado constantemente. A soja e o arroz são as culturas mais atingidas, em lavouras de 23 municípios. As perdas estão estimadas em R$ 500 milhões.

Fonte: CORREIO DO POVO – RS

← Soja tem estabilidade nesta 6ª feira, mas contabiliza 3ª semana de altas na Bolsa de Chicago Chicago: Soja tem manhã tranquila nesta 5ª feira e espera por novidades para se direcionar →

Deixe seu comentário aqui