comecou-a-coxilha-nativista

Começou a 38ª Coxilha Nativista

10 canções concorreram na fase local da 38ª edição da Coxilha Nativista. Momentos de emoção e relatos do dia a dia do cancioneiro gaúcho.

Ontem, 25, o palco Jayme Caetano Braun no Ginásio Municipal de Cruz Alta se encheu de música e cor na maior celebração da música nativista do estado do Rio Grande do Sul. O show de abertura da 38ª Coxilha Nativista ficou a cargo de Marcelino Carvalho, na programação da 2ª Coxilha da Música Instrumental.

As composições da fase local selecionadas para a grande final de sábado são as seguintes:

O Legado dos Galpões
Intérprete: Cristiano Fantinel e Daniel Cavalheiro

Milonga Letra Luiz Onério Pereira
Melodia: Fernando Soares
Acordeon: Jaerson Martins
Violão Solo: Leonardo Soares
Violão Base: Zulmar Benites
Violão Base: Daniel Cavalheiro
Contrabaixo: Beto Barcellos
Cajon: Guaikika

Meu Coração em teu Peito 
Intérprete: Juliano Moreno
Chamarra Letra: Marçal Furian Melodia: Diego Guterres
Cordeona de Botão: Gustavo Thomazi
Contrabaixo: Marcelo Dalla Nora
Violão: Léo Soares
Guitarrón: Rafael Veiga
Recitado Marçal Furian

Rancheira de Domador
Intérprete: Raineri Spohr
Rancheira Letra E Melodia: Felipe Correa
Violão Solo: Rafael Veiga
Violão Base: Felipe Correa
Violão e Vocal: Paulo Augusto Petry
Gaita Botoneira: João Paulo Cortes
Contrabaixo: Gustavo Dill

Deixe seu comentário