Post

É o fim da marca MONSANTO?

Foi anunciado nessa segunda-feira (04.06) o fim da marca Monsanto, que havia sido adquirida pelo grupo alemão Bayer. “A Bayer continuará sendo o nome da empresa. Monsanto como nome de empresa não será mantido”, disse a companhia de tecnologias agrícolas em comunicado, assegurando ainda que serão conservados os produtos da norte-americana.

Ainda de acordo com a nota oficial, A Bayer pretende concluir a fusão nesta quinta-feira (07.06). Para justificar a decisão, o diretor da divisão agroquímica da Bayer, Liam Condon, afirmou que os colaboradores da Monsanto “são orgulhosos de seus produtos”, mas que a própria empresa sediada em Saint Louis (Missouri, Estados Unidos) que já havia pensado em mudar de nome, mas desistiu por questões de custo.

De acordo com o comunicado, a Bayer vai manter o nome de marcas como a bem conhecida dos produtores rurais brasileiros Dekalb, que trabalha com sementes de milho e canola, entre outras. O entendimento de alguns especialistas é que a Bayer determinou o fim da marca Monsanto para se distanciar de um nome que possui rejeição ideológica e sofre ataques por parte de ativistas. Sinalizou, ainda, que tomará medidas para “fortalecer seu comprometimento na área de sustentabilidade”, após a conclusão do acordo.

“Nosso objetivo é aprofundar o nosso diálogo com a sociedade. Vamos ouvir nossos críticos e trabalhar juntos, onde encontrarmos um terreno comum. A agricultura é importante demais para permitir que diferenças ideológicas paralisem o progresso”, disse o presidente-executivo da Bayer, Werner Baumann.

Por: AGROLINK -Leonardo Gottems

Deixe seu comentário