Padrão e sabor de frutas atraem consumidores e contribuem para a rentabilidade dos cultivos

Padrão e sabor de frutas atraem consumidores e contribuem para a rentabilidade dos cultivos
Produção de melão em Russas (CE)

Produção de melão em Russas (CE)

Produtores que investem em soluções de uniformização se destacam no mercado. Fertilizantes foliares naturais são alternativas apresentadas pela Alltech Crop Science na 22ª Hortitec.

O sonho de muitos consumidores ao entrar no supermercado é comprar frutas bonitas e de qualidade sem perder tempo com a escolha. Para atender esses níveis de exigência, os produtores precisam estar atentos a soluções que ajudem a promover a padronização dos frutos, prezando por aspectos visuais como tamanho, cor e aparência.

Com essa finalidade, a Agrícola Famosa, principal exportadora de frutas in natura do Brasil e maior produtora de melão do mundo, investe em produtos naturais para impulsionar ainda mais a qualidade e a produtividade de seus cultivos. Há quatro anos, a fazenda aplica o conceito em culturas como banana, melão, maracujá, melancia, abacaxi, mamão, berinjela, aspargos, limão, maçã, laranja e tomate-cereja.

O empresário Luiz Barcelos, sócio fundador do empreendimento, aposta em soluções vegetais que aliam resultados de proteção e performance por meio da nutrição. “A qualidade é o que atrai o consumidor. E atingimos isso pelo balanceamento nutricional, que deixa as plantas mais saudáveis. Assim, diferenciamos os produtos e agregamos valor. Dessa maneira, você se destaca e fideliza o cliente”, avalia Barcelos.

Como 60% da produção da Famosa é exportada, as frutas precisam atender a padrões rigorosos, incluindo a uniformidade de tamanho, formato, coloração e brix (teor de açúcar). Para satisfazer o mercado externo, Barcelos aplica dois principais fertilizantes foliares que têm essa finalidade: o Crop-Set e o Bulk, desenvolvidos pela Alltech Crop Science, especializada em nutrição vegetal.

Padronização e qualidade
“O Crop-Set melhora o ‘pegamento’, ou seja, regula o fluxo da seiva e proporciona o enchimento dos frutos, fazendo com que eles cresçam uniformemente. Já o Bulk ajuda a homogeneizar o brix e uniformizar a maturação. Ele acelera os frutos que estão num estágio de maturação menos avançado para deixar todos no mesmo nível. Mas é importante ressaltar que se trata de um uniformizador de maturação e não maturador”, explica Leonardo Porpino, gerente técnico de hortifruti da Alltech Crop Science.

“Se o cliente estiver comprando tomates e não encontrar uma qualidade ideal, vai manuseá-los bastante para achar os melhores. Isso acaba causando o que chamamos de avaria, e quem paga o preço é o produtor. O consumidor não gosta de perder tempo manuseando as frutas no mercado, por isso é fundamental investir em soluções de padronização, o que também contribui para aumentar a rentabilidade”, analisa Porpino.

De acordo com o gerente técnico, outro indicador de qualidade é a resistência, que pode ser favorecida pela atuação do Liqui-Plex CaMg+B, produto que corrige a deficiência de cálcio e aumenta a durabilidade da fruta. Segundo Porpino, também vale destacar que as soluções não são hormônios, mas sim precursoras hormonais, menos agressivas às plantas. 

22ª Hortitec
Durante a 22ª edição da Hortitec, maior feira de horticultura da América Latina – que acontece entre os dias 17 a 19 de junho em Holambra (SP) –, a Alltech Crop Science terá um estande para apresentar as soluções oferecidas em nutrição, proteção e performance, reunindo mais de 20 fertilizantes foliares desenvolvidos a partir da fermentação de leveduras derivadas da cana-de-açúcar.

“Como possuem origem natural e rápida absorção, as linhas da Alltech Crop Science são uma alternativa aos agrotóxicos tradicionais. Essa é uma das principais necessidades dos visitantes da Hortitec nos últimos anos: minimizar o uso de agrotóxicos e regular os níveis de resíduos. Inclusive, temos vários produtos certificados com o selo IBD, que atende aos requisitos da produção orgânica”, afirma Porpino.

← Oportunidade de negócios nos próximos 45 dias virão com volatilidade dos preços da soja em Chicago e pressão do dólar com risco Grécia Em Chicago, soja volta a operar próxima da estabilidade; no Brasil, pressão do dólar →

Deixe seu comentário aqui