Conceitos do produtor que colheu mais de 100 sacas de soja por ha

Conceitos do produtor que colheu mais de 100 sacas de soja por ha

O produtor americano Dan Arkel, de Peru, illinois, conseguiu a façanha de colher 116 sacas por hectare em um concurso da Associção de Produtores de Soja de Illinois em 2014. Na média da propriedade de Arkel, a produtividade de 80 sacas.

Os altos rendimentos permitiram ao produtor ter um alto lucro em uma safra que pagaava menos de US$ 10 o bushel. Em entrevista ao site Agriculture.com, o agricultor listou cinco pontos que considera essenciais para a alta produtividade.

Veja mais sobre >> 

Apesar de ter solos escuros e profundos, Arkel não dispensa a drenagem. “A drenagem é grande parte da alta produtividade,” considerou o produtor.

O segundo passo recomendado pelo produtor é a escolha da variedade de sementes. Para Arkel, é essencial que resistam ao mofo-branco e aos nematóides de cisto da soja. No concurso, ele plantou uma soja de maturidade 3.4.

O terceiro passo recomendado por Arkel é plantar o mais cedo possível para melhorar o período de floração. “A soja é uma planta sensível a luz e vai florescer o mais tarde que a safra permitir,” afirmou.

Leia também >> 

O quarto conceito é de que certamente não se chegará às 80 sacas sem aplicação significativa de nitrogênio e potássio suficiente combinando com aplicações foliares e fungicidas. “O nitrogênio alimenta a planta, enquanto o fungicida a mantém saudável. Se a planta não estiver saudável, ela não vai produzir nada. Já a demanda por potássio da soja é astronomicamente alta,” explicou.

O último passo é fazer o manejo de pragas com herbicidas de pre-emergência. “Essa é a melhor resposta para manejar ervas daninhas resistentes”.

Obviamente, a maioria das recomendações do produtor requerem investimento, mas não todas. “Plantar cedo é uma arma que não traz nenhum custo extra de insumos,” afirmou Arkel.

Cadastre-se para receber notícias GRATUITAMENTE por e-mail AQUI
O que você gostaria de ler? Para pedir uma matéria CLIQUE AQUI e envie uma mensagem para a nossa redação!

← 5 dicas para o manejo efetivo do percevejo "Mega fusões" no setor de alimentos deve subir preços →

Deixe seu comentário aqui