Safra 2014/2015: Produção brasileira de grãos é de 204,5 milhões de toneladas

Safra 2014/2015: Produção brasileira de grãos é de 204,5 milhões de toneladas

Safra 2014/2015A produção brasileira de grãos na temporada 2014/2015 é de 204,5 milhões de toneladas, com aumento de 5,6% ou 10,9 milhões de toneladas em relação à obtida no período 2013/14, quando alcançou 193,62 milhões de toneladas. Os números constam do 9º levantamento de safra, divulgado nesta quinta-feira (11) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em Brasília.

O diretor de Economia Agrícola da Secretaria de Política Agrícola, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Wilson Vaz de Araujo, destacou que o agronegócio tem dado resposta bastante positiva para a economia brasileira: “E o governo tem procurado, por seu lado, implementar políticas agrícolas adequadas ao produtor rural. É a resposta dos nossos agricultores à crescente demanda de alimentos no mundo. Observamos ganhos de produtividade ao longo dos anos, sobretudo qualitativos, ou seja, na mesma área plantada, melhores sistemas de produção. Assim, estamos produzindo um volume maior de grãos”.

O presidente da Conab, Rubens Rodrigues dos Santos, disse que a cada ano o país tem se superado na produção agrícola. “A produção desta safra foi superior 5,6% ao ciclo anterior, e a área cresceu apenas 1,1%. Isto mostra que a produtividade está aumentando muito acima do que usamos de espaço para produzir. Estamos utilizando áreas de segunda safra, isto significa que estamos desmatando menos para produzir mais.”

Clima favorável
O incremento na produção desta safra decorre principalmente das condições climáticas favoráveis que beneficiaram as lavouras de soja e milho segunda safra, assinala o diretor de Política Agrícola e Informações da Conab, João Marcelo Intini.

“A opção dos produtores pela soja, que reflete as oportunidades do mercado internacional, o clima e o pacote tecnológico adotado fazem com que tenhamos um recorde na produção brasileira de grãos”, disse Intini. Com relação ao milho segunda safra, acrescentou, é uma tendência já observada. “É o sexto ano que a segunda safra de milho é maior que a primeira safra deste cereal.”

Soja e milho
“A lavoura de milho tem se desenvolvido em condições climáticas bem favoráveis no Centro-Oeste e na região do Matopiba (formada por partes do Maranhão, de Tocantins, do Piauí e da Bahia). São crescentes não só a produção como a produtividade, sem uma necessidade de expansão de área. A qualidade da lavoura é a melhor possível. E agora estamos finalizando a colheita do milho em Alagoas e Sergipe. Temos milho o ano inteiro no Brasil”, ressaltou o diretor da Conab. A produção de soja deve chegar a 96 milhões de toneladas, 11,5% a mais que as 86,1 milhões da safra passada. Já o milho segunda safra atingirá 49,4 milhões de toneladas e ganho de 2% a mais que em 2013/2014.

Área
A área plantada prevista é de 57,66 milhões de hectares. O espaço ocupado pelas principais culturas é 1,1% maior que o da safra 2013/14, passando de 57,06 para 57,66 milhões de hectares, com um aumento de 600,2 mil ha. (Com informações da Conab)

← Mercado do trigo travado. Compradores apostam em safra cheia e evitam negócios. Vendedores esperam melhores preços pelo produto EXPOIBI – Exposição feira de Ibirubá acontecerá de 24 a 27 de setembro →

Deixe seu comentário aqui