Soja: À espera do USDA, mercado inicia a semana com leves ganhos na CBOT – Via Notícias Agrícolas

Soja: À espera do USDA, mercado inicia a semana com leves ganhos na CBOT – Via Notícias Agrícolas

Soja: À espera do USDA, mercado inicia a semana com leves ganhos na CBOTPor: . Os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) iniciaram a sessão desta segunda-feira (9) com ligeiras altas. Por volta das 7h42 (horário de Brasília), as principais posições da commodity exibiam ganhos entre 1,50 e 3,00 pontos. O vencimento novembro/15 era cotado a US$ 8,74 por bushel, depois de encerrar o pregão da última sexta-feira a US$ 8,71 por bushel.

Em meio ao relatório de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), que será reportado nesta terça-feira (10), os investidores já ajustam a sua posição. Ao longo da semana anterior, o mercado já especulou diante das estimativas divulgadas pelas consultorias.

O rendimento das lavouras norte-americanas do grão deverá somar 47,3 sacas por hectare, conforme estimativas da consultoria Lanworth. A projeção está abaixo do indicado pelo órgão no relatório de outubro, de 53,52 sacas por hectare. Em relação aos estoques finais americanos, as estimativas dos participantes do mercado giram em torno de 11,87 milhões de toneladas, contra as 11,57 milhões de toneladas indicadas pelo departamento em seu último boletim.

Já os estoques mundiais da oleaginosa deverão totalizar 85,32 milhões de toneladas, conforme projeções do mercado. O número estimado está ligeiramente acima do projetado em outubro pelo USDA, de 85,14 milhões de toneladas de soja.

[ubm_premium_banner_rotation banners=4,5,19 interval=8 width=250 height=250 orderby=rand]

Ainda hoje, o órgão reporta o boletim de embarques semanais, importante indicador de demanda. E no final do dia, o relatório de acompanhamento de safras será reportado com os números finais da colheita americana.

Fonte: Notícias Agrícolas

← Soja: Mercado aguarda números do USDA e fecha sessão de 2ª feira com leves quedas na CBOT - via Notícias Agrícolas Recorde de produção da soja impulsiona agricultura →

Deixe seu comentário aqui