Soja: Fim do vazio sanitário traz novo momento para o mercado e perspectivas para produtores – Via Notícias Agrícolas

Soja: Fim do vazio sanitário traz novo momento para o mercado e perspectivas para produtores – Via Notícias Agrícolas

cotações da sojaPor: Carla Mendes. Segue a estabilidade entre os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago na manhã desta quinta-feira. A oleaginosa, por volta de 7h30 (horário de Brasília), vinha operando com pequenas altas nas posições mais negociadas – de 1,25 a 2,50 pontos – levando o novembro/16, que passa a ser a primeira posição neste momento – a US$ 9,44 por bushel.

O mercado internacional parece já estar se posicionando diante do fim do vazio sanitário no Brasil neste 15 de setembro, o que dá início, portanto, a um novo direcionamento para as cotações e um novo período para os negócios. Ao lado dessas informações, é claro, permanecem no radar a conclusão da safra americana e, principalmente, a demanda pelo produto dos EUA.

O cenário climático brasileiro, entretanto, é o que chama mais a atenção dos traders neste momento. As dívidas atuais dos produtores brasileiros e o crédito mais caro também estão na conta. As perdas causadas pelo clima geraram o não cumprimento de alguns contratos e um grau de endividamento que, como consequência, tornou o acesso ao crédito um pouco mais difícil nesta temporada. E na safra 2015/16, Mato Grosso, o maior estado produtor de grãos do Brasil, registrou seus maiores custos de produção de todos os tempos.

A notícia mais esperada entre os produtores no entanto, foi confirmada. o Banco Central informou, nesta quarta-feira, 14 de setembro, que está autorizada a renegociação de dívidas de produtores de Mato Grosso, demais estados da região Centro-Oeste, Piauí, Tocantins, Bahia, Espírito Santo e Maranhão na resolução nº 4.519.

“Autoriza a renegociação de operações de crédito rural de custeio e investimento contratadas por produtores rurais que tiveram prejuízos em decorrência da estiagem e seca em municípios dos estados do Espírito Santo, Bahia, Piauí, Maranhão e Tocantins, e da região Centro-Oeste.

(…)

“Art. 1º  Ficam as instituições financeiras autorizadas a renegociar as operações de crédito rural de custeio com vencimento em 2016 e as parcelas vencidas ou vincendas em 2016 das operações de crédito rural de custeio e investimento, inclusive aquelas prorrogadas por autorização do Conselho Monetário Nacional (CMN)”. 

Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

← Soja: Mercado fecha em alta na Bolsa de Chicago nesta 5ª e novembro recupera os US$ 9,50 - Via Notícias Agrícolas Soja espera pelos números do USDA atuando em campo negativo na CBOT nesta 2ª feira - Via Notícias Agrícolas →

Deixe seu comentário aqui