Soja caminha de lado nesta manhã de 4ª feira em Chicago à espera de novos números do USDA | Agrocampo | Notícias do campo, agricultura, agronegócio, tecnologias, cadeias produtivas, produção agrícola e o fortalecimento do setor no mercado

Soja caminha de lado nesta manhã de 4ª feira em Chicago à espera de novos números do USDA

Soja caminha de lado nesta manhã de 4ª feira em Chicago à espera de novos números do USDA

Soja caminha de lado nesta manhã de 4ª feira em Chicago à espera de novos números do USDAOs futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago operam com estabilidade na manhã desta quarta-feira (10). Apesar de contar com alguns fundamentos climáticos positivos, o dia é de novo boletim mensal de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) e à espera desses novos números o mercado caminha de lado.

As expectativas são de uma redução nos estoques finais das safras 2014/15 e 2015/16 de soja dos Estados Unidos, segundo explicam analistas, e as informações são aguardas com ansiedades. Paralelamente, segue o foco no clima norte-americano e no desenvolvimento da nova temporada que ainda sofre com um excesso de chuvas em importantes regiões produtoras do Corn Belt.

[ubm_premium_banner_rotation banners=4,5,19 interval=8 width=250 height=250 orderby=rand]

Expectativas USDA

As projeções indicam uma redução nos estoques finais de soja da safra 2014/15 dos Estados Unidos e a média das expectativas – que variam de 9,8 a 8,22 milhões de toneladas – é de 9,3 milhões. Em maio, esse número veio em 9,53 milhões de toneladas.  Para os números dos estoques finais mundiais de soja também se projeta um número menor. A média das expectativas é de 86 milhões de toneladas, contra 85,5 milhões do boletim de maio do USDA. Os números variam entre 84,2 e 87,5 milhões de toneladas.

Os traders apostam ainda em uma redução dos estoques finais da nova safra de soja dos EUA. A média esperada é de 13,2 milhões de toneladas, contra as 13,6 milhões reportas em maio, e com as expectativas variando entre 11,78 milhões e 13,88 milhões de toneladas. No quadro mundial dos estoques finais poucas mudanças são aguardadas. Para a soja, a média esperada é de 96,3 milhões de toneladas, com números variando de 90,3 a 98 milhões de toneladas. Em maio, a estimativa foi de 96,2 milhões de toneladas.

Fonte: Notícias Agrícolas

← Selo de Água: preservar para produzir mais 81ª Expofeira Agropecuária de São Gabriel →

Deixe seu comentário aqui