Soja segue trabalhando em alta na Bolsa de Chicago nesta 5ª feira com clima adverso no Corn Belt – Via Notícias Agrícolas | Agrocampo | Notícias do campo, agricultura, agronegócio, tecnologias, cadeias produtivas, produção agrícola e o fortalecimento do setor no mercado

Soja segue trabalhando em alta na Bolsa de Chicago nesta 5ª feira com clima adverso no Corn Belt – Via Notícias Agrícolas

Soja segue trabalhando em alta na Bolsa de Chicago nesta 5ª feira com clima adverso no Corn Belt – Via Notícias Agrícolas

Por: Carla Mendes. O mercado da soja volta a caminhar em campo positivo na sessão desta quinta-feira (20) na Bolsa de Chicago. Os futuros da soja, por volta de 7h40 (horário de Brasília), subiam mais de 7 pontos entre as posições mais negociadas e o novembro/17 já chegava aos US$ 10,20 por bushel novamente.

“O mercado de grãos está se consolidando na medida em que os traders esperam por novas previsões climáticas (para o Corn Belt). Além disso, o dólar americano mais fraco também é favorável, uma vez que estimula a competitividade da produção americana”, diz o reporte diário da consultoria internacional Allendale.

O modelo climático GFS, em seus mapas desta quarta-feira (19), ainda mostrava a atuação de um sistema de alta pressão sobre o oeste dos Estados Unidos podendo durar ainda no intervalo de 28 de agosto a 3 de julho. O sistema mantém, portanto, as condições de calor intenso e limita a chegada das chuvas às regiões produtoras.

Os traders, ainda nesta quinta-feira, acompanham também a chegada dos novos números do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) sobre as vendas semanais para exportação de grãos. As expectativas para a soja são de 100 mil a 300 mil toneladas da safra velha e mais algo entre 1,3 e 1,8 milhão de toneladas da safra nova.

Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

← Soja: Mercado realiza lucros em Chicago nesta 6ª feira e já se posiciona para o fim de semana - Via Notícias Agrícolas Soja: Mercado em Chicago segue positivo, mas com ganhos tímidos nesta 4ª feira - Via Notícias Agrícolas →

Deixe seu comentário aqui