Soja tem segundo dia de baixas em Chicago e registra mínimas em duas semanas nesta 3ª feira – Via Notícias Agrícolas

Soja tem segundo dia de baixas em Chicago e registra mínimas em duas semanas nesta 3ª feira – Via Notícias Agrícolas

colheita-de-sojaPor Carla Mendes. Os preços da soja voltaram a cair nesta terça-feira (23) Na Bolsa de Chicago e já registram, segundo analistas internacionais, os patamares mais baixos das últimas duas semanas. As cotações perdiam, por volta das 9h30 (horário de Brasília), entre 13,50 e 15,25 pontos, levando o julho/16 a US$ 10,45 por bushel, enquanto o novembro/17 vinha cotado a US$ 10,21.

Neste pregão, o mercado internacional sente a pressão ainda do financeiro – com um dólar forte ainda pesando sobre as commodities – e do bom avanço da nova safra dos Estados Unidos, ainda de acordo com os analistas. De acordo com o último reporte semanal de acompanhamento de safras divulgado pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), o plantio da oleaginosa, até o último domingo (22), alcançou os 56% da área, mesmo índice de 2015, e acima da média dos últimos cinco anos, de 52%. O departamento informou ainda que 22% das lavouras de soja já emergiram, contra 10% da semana anterior e 27% do ano passado. A média dos últimos cinco anos é de 21%.

Paralelamente, segue o acompanhamento da conclusão da safra da América do Sul, especialmente a colheita na Argentina, a qual trará uma visão geral das reais perdas no país e, portanto, o buraco que se fará na oferta global do grão.

No quadro da demanda, a atenção ainda se volta para o procura internacional pela soja do Brasil, que já exportou, somente nas primeira semanas de maio, 7,5 milhões de toneladas da oleaginosa em grão. Assim, a menor demanda pelo produto norte-americano também pesa sobre os preços.

Fonte: Notícias Agrícolas

← Soja: Mercado busca recuperação das últimas baixas e opera em alta nesta 4ª feira em Chicago - Via Notícias Agrícolas Soja: Mercado em Chicago inicia semana com pressão do financeiro e baixas de dois dígitos - Via Notícias Agrícolas →

Deixe seu comentário aqui