bioinseticida-contra-lagartas

Bioinseticida contra lagartas

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) concedeu o registro para a AgBiTech Brasil produzir um inseticida biológico para o controle das lagartas Helicoverpa armígera e Chrysodeixis includens. De acordo com a fabricante, o Surtivo® Soja é a primeira pré-mistura de baculovírus para controle biológico de lagartas.

De acordo com a vice-presidente global da AgBiTech, a entomologista Paula Marçon, a empresa investiu bastante para os mais de 150 experimentos de larga escala, que foram realizados em regiões da Bahia, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul. Segundo ela, participaram dos testes grupos agrícolas inovadores e renomados pesquisadores brasileiros. 

“Na Bahia, onde a pressão de Chrysodeixis includens em soja convencional tem sido significativa, o manejo com uma única aplicação de Surtivo® Soja trouxe controle superior ao obtido no programa padrão do produtor, em que foram feitas múltiplas aplicações de inseticidas químicos”, comenta ela. 

A entomologista afirma ainda que o novo produto agiu “com excelente proteção das vagens contra dos danos dessa praga, que é conhecida por sua agressividade”, conta. “Uma das características notáveis do produto é o longo período de controle proporcionado, superior a quarenta dias”, completa a especialista”. 

Nesse cenário, o diretor geral da AgBiTech para a América Latina, Adriano Vilas Boas, garante que o novo produto será disponibilizado para utilização e comercialização na próxima safra de verão, juntamente a outros três bioinseticidas da empresa já registrados no País.  

Deixe seu comentário